Pílulas Anticoncepcionais X Malhação

          Esse breve post busca esclarecer de forma prática algumas dúvidas das pacientes da ginecologia  que, adeptas da “ malhação “, muitas vezes, têm seu tão almejado resultado  boicotado por pequenos deslizes. Para entender melhor como tudo funciona, precisamos esclarecer alguns princípios . Enfim, se nascemos mulheres , a partir da adolescência , inevitavelmente nos tornamos verdadeiros  reservatórios ambulantes de hormônios sexuais . Esses hormônios tão importantes para a determinação dos ciclos menstruais e das formas curvilíneas típicas do sexo feminino , são também coadjuvantes no aparecimento da celulite , da gordura localizada e das varicozes . Atualmente, sabemos que há uma grande influência genética no desenvolvimento dessas alterações estéticas, assim como hábitos alimentares, sedentarismo, tabagismo e etc .

            O uso de hormônios sintéticos ( aqueles que o organismo não produz naturalmente e são usados na composição das pílulas anticoncepcionais ) pode agravar esses problemas . Então, se você é determinada , do tipo que não falta à malhação quando chove , conta as calorias , faz boas escolhas alimentares e está a quilômetros de distância do cigarro. Talvez, sua escolha anticoncepcional esteja te derrubando!

            No Brasil , 81 % das mulheres utilizam algum tipo de método anticoncepcional , distribuídos como mostra a figura :

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Fonte : Revista VivaSaúde | ED.155

            Vamos discutir aqui, algumas armadilhas dos métodos contraceptivos hormonais ( pílula , injetáveis e etc ) para que você possa escolher melhor.

As pílulas contraceptivas  são as “queridinhas “ das brasileiras . Descobertas na década de 1960 , permitiram um controle sobre a prole e o exercício da sexualidade feminina livre . Ao longo desses anos, muita coisa mudou : descobriu-se novos progestágenos , variou-se as doses e foram estabelecidos diferentes regimes de uso. Hoje , temos disponíveis pílulas diversas que respeitam o perfil de cada mulher. Contudo , embora minimizados, os efeitos colaterais persistem.

Retenção hídrica – A retenção de líquidos pode ocorrer, principalmente se a usuária apresentar uma predisposição pessoal. Isso pode se traduzir corporalmente como sensação de inchaço , aumento de peso, e piora da celulite . Sabemos que as pílulas com progestágenos em sua formulação, são as mais propensas a esses efeitos indesejáveis. Portanto, a escolha de uma a pílula anticoncepcional adequada, é fundamental para que você diminua esses inconvenientes. Se puder ser evitada, melhor.

Aumento de peso – A pílula anticoncepcional pode aumentar a vontade de consumir carboidratos (doces) e, se associado à retenção de líquidos, pode pesar na balança!

Celulite – A pele é constituída por camadas. As células de gordura ( adipócitos ) localizam-se  na camada mais profunda chamada hipoderme , que se caracteriza pela presença de fibras que se ligam à superfície. Essas verdadeiras pontes fibrosas repuxam a pele dando origem aos indesejados furinhos. Os fatores que acentuam o aspecto “casca de laranja” são  como uma cascata. Assim , o acúmulo de gordura pode comprimir os vasos sanguíneos ,causando má circulação local. Isso ,por sua vez , acarreta no acúmulo de líquidos e toxinas que atrapalham o funcionamento das células , retardando o metabolismo. Esse compartimento , então aumenta de volume e traciona a pele que passa a apresentar aspecto irregular . Há diferentes formatos de corpos femininos, assim ,os  mais arredondados e curvilíneos  ( ampulheta e pêra) têm mais chance de ter celulite, enquanto os mais retos (retângulo e triangulo invertivo ), têm uma chance menor".      

 

 

 

 

 

 

Fonte : pintarest

Ganho de massa magra ( músculo) : o mecanismo de ação das pílulas anticoncepcionais é impedir a ovulação, assim eliminamos a possibilidade de gravidez . Isso acontece porque os hormônios sintéticos das pílulas enganam o nosso organismo, deixando os ovários em “repouso” . Logo, a nossa produção de hormônios naturais ovarianos cai. Nessa classe estão os estrogênios, a progesterona e a testosterona . Testosterona ? sim , nós mulheres também produzimos testosterona ! Em doses menores do que os homens , é claro. Mas esse hormônio é muito importante na estimulação muscular , ganho de massa magra , queima de gordura e libido ( desejo sexual). Quando os ovários são inibidos, perdemos uma boa parte da produção desse grande aliado para alcançar um shape mais sequinho e definido.    

 

         Então , agora é com você ! Converse com seu ginecologista sobre as diferentes pílulas anticoncepcionais e as alternativas não hormonais de contracepção. Você vai se surpreender com uma infinidade de opções ao seu dispor.   

Drª Alexandra Valverde

CRM - PR 19171

R. Piratininga 83, sala 02 - CEP 87200-163  -  Zona 1 - Cianorte PR

Fones : ( 44) 3401-0839 / (44) 9 9722-0987

e-mail : alexandra_gineco_logia@outlook.com